Histórico

SINDIB/PR: HISTÓRIA & CONQUISTAS

O Sindicato dos Bibliotecários do Estado do Paraná (SINDIB/Pr), fundado em 11 de novembro de 1991, foi precedido pela Associação Profissional dos Bibliotecários do Paraná (APBPr), criada oficialmente em 1985, visando cumprir exigência legal da época para a formação de sindicatos no Brasil. No entanto, sua história teve início nos primeiros anos da década de oitenta, quando os bibliotecários paranaenses sentiram a necessidade de redirecionar o movimento associativo para a conquista de direitos trabalhistas. Já em dezembro de 1981 havia movimentação dos profissionais nesse sentido, mas as ações foram postergadas porque a maioria dos bibliotecários trabalhava para o governo e o direito de sindicalização dos servidores públicos ainda não tinha sido reconhecido.

Somente em 24 de setembro de 1985, a primeira diretoria da entidade tomou posse. Sob o comando das bibliotecárias Angela Maria S. Cherobim Figueiredo (presidente) e Marisa Karam Saltori (vice-presidente), o estatuto da APBPr foi aprimorado visando os trâmites legais para sua transformação em sindicato e elaborada recomendação salarial para a categoria.

O dia 05 de dezembro de 1988 também marcou a história do SINDIB/Pr com a realização da assembléia geral que aprovou seu estatuto e elegeu sua diretoria provisória. Liderada pelas bibliotecárias Rosi Slaviero Porath (presidente) e Mônica Cattani (vice-presidente), a diretoria efetuou reuniões com diversos sindicatos, promoveu pesquisa salarial, discutiu a pauta de reivindicações com os profissionais e empenhou-se para registrar o sindicato.

Independentemente do recebimento da carta sindical foram convocadas as eleições e a chapa das bibliotecárias Adelina Narciso de Almeida (presidente) e Liane Bielinski (vice-presidente) tomou posse em 26 de junho de 1990. Essa diretoria aceitou o desafio de comandar de forma unificada o SINDIB/Pr e a Associação Bibliotecária do Paraná(ABPr), tendo em vista acordo de cooperação e as dificuldades financeiras que ambas as instituições enfrentavam.


Fig. 1 - Posse da Diretoria do SINDIB/PR - Gestão 1990/1992
Fig. 1 - Posse da Diretoria do SINDIB/PR - Gestão 1990/1992

O ato que oficializou a criação do SINDIB/Pr, publicado no Diário Oficial da União de 11 de novembro de 1991, foi a aprovação do seu registro pelo Ministério do Trabalho e a conseqüente inclusão deste no Arquivo de Entidades Sindicais Brasileiras (AESB).

A primeira diretoria do SINDIB/Pr, eleita em 1°/06/92, teve as bibliotecárias Leila Maria Bueno de Magalhães como presidente e Sandra de Fátima Santos como vice-presidente. Nesta época desencadeou-se o processo de discussão sobre sindicalismo e a necessidade de fortalecer o órgão de classe detentor das prerrogativas legais para representar a categoria junto aos empregadores e à Justiça do Trabalho.

Fig. 2 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1992-1994
Fig. 2 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1992-1994

Entre 92 e 94 manteve-se a administração conjunta da ABPr e do SINDIB/Pr, mas os mandatos deixaram de ser coincidentes e o acordo foi encerrado, havendo eleição de diretoria exclusiva para o sindicato. A presidente Leila Maria Bueno de Magalhães foi reeleita, tendo como vice-presidente a bibliotecária Carmen Aparecida Rosa. A Gestão 94/96 lutou principalmente pela melhoria salarial dos bibliotecários pertencentes ao Quadro Geral do Estado do Paraná, pela aprovação da pauta de reivindicações da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e pela obtenção de código próprio junto a Caixa Econômica Federal para o recolhimento da contribuição sindical.

Nova diretoria, comandada pelas bibliotecárias Carmen Aparecida Rosa (presidente) e Sandra de Fátima Santos (vice-presidente), tomou posse no dia 3 de julho de 1996.

 Fig. 3 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1996/98
Fig. 3 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1996/98

A Gestão 96/98 integrou o SINDIB/Pr ao Fórum das Entidades Sindicais de Servidores Públicos de Nível Superior e ao Fórum das Entidades Culturais, dinamizou o serviço de bolsa de empregos, promoveu o I Fórum dos Bibliotecários Paranaenses (em conjunto com a ABPr e o Conselho Regional de Biblioteconomia – CRB-9) e conseguiu aprovar a pauta da CCT, embora a escassez de recursos não tenha permitido a continuidade do processo.

A diretoria que assumiu o sindicato, em 1° de agosto de 1998, comprometida com o estabelecimento da CCT e com a interiorização das ações do SINDIB/Pr teve como presidente e vice-presidente, respectivamente, as bibliotecárias Elayne Margareth Schlögel e Leila Maria Bueno de Magalhães.

Fig. 4 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1998/2000
Fig. 4 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 1998/2000

A Gestão 1998/2000 ampliou o número de filiados, efetuou reuniões em Ponta Grossa, Foz do Iguaçu e Londrina, revigorou a assistência jurídica prestada à categoria, agilizou ainda mais o serviço de bolsa de empregos e realizou curso de WinIsis em Foz do Iguaçu. Infelizmente, as tentativas para garantir o piso-salarial da categoria mediante negociação da CCT e posteriormente via dissídio coletivo fracassaram.

Durante a Gestão 2000/2002, também comandada pelas bibliotecárias Elayne Margareth Schlögel e Leila Maria Bueno de Magalhães, foram reiniciadas as etapas de elaboração e aprovação da pauta de reivindicações da CCT, negociação com os sindicatos patronais (mediada pela Delegacia Regional do Trabalho) e ajuizamento de dissídio coletivo. A diretoria estreitou o relacionamento com os demais sindicatos dos bibliotecários e de outras categorias (celetistas/servidores públicos), tendo assinado os primeiros Acordos Coletivos de Trabalho (ACT) com a COPEL e a SANEPAR.

A mesma diretoria geriu o SINDIB/Pr por mais dois anos, lutando contra a Reforma da Previdência Social e pela reativação do Curso de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Federal do Paraná. Importante ação da Gestão 2002/2004, desencadeada em conjunto com os órgãos de classe dos bibliotecários paranaenses, culminou na criação do Curso de Biblioteconomia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná(PUC/PR). Apesar da interveniência do Ministério Público do Trabalho nas negociações da CCT, solicitada pelo SINDIB/Pr, mais uma vez foi necessário recorrer ao dissídio coletivo. Não havendo apresentação de chapas no processo eleitoral, deflagrado em 2004, o mandato da diretoria anterior foi prorrogado por mais um ano, durante o qual foi concebido o I Encontro Nacional dos Sindicatos dos Bibliotecários (realizado como evento paralelo do XXI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, promovido em Curitiba pela ABPr e FEBAB). Novos esforços nas negociações da CCT 2005/2006 (pauta de reivindicações aprovada no final de 2004) resultaram na possibilidade de acordo com o sindicato patronal que representa as instituições de pesquisa do Paraná, as empresas de consultoria, os escritórios de contabilidade, advocacia e engenharia, entre outros (SESCAP/PR).

Fig. 5 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 2005/2007
Fig. 5 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 2005/2007

Coube à diretoria que assumiu o SINDIB/Pr em julho de 2005, comandada pela presidente Elayne Margareth Schlögel e pela vice-presidente Jussara Maria Marçal Kanashiro, assinar a Convenção Coletiva de Trabalho com o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná(SESCAP/PR), garantindo piso-salarial para os recém-formados e outros benefícios aos bibliotecários que trabalham nas empresas representadas pelo referido sindicato. Novo processo eleitoral infrutífero, devido à ausência de inscrição de chapas, resultou na prorrogação do mandato da diretoria até dezembro de 2008. Neste período criou-se a Lista de boicote de empresas/instituições que oferecem salários aviltantes aos bibliotecários, baseada na denúncia dos profissionais, divulgação do nome das instituições denunciadas, comunicado aos empregadores incluídos na Lista e fiscalização do Conselho Regional. A luta mais importante, iniciada por essa diretoria, envolveu a reativação do Curso de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Federal do Paraná. Engajada nesta luta, a bibliotecária Maria da Conceição Kury da Silva liderou a chapa que venceu as eleições do SINDIB/Pr em dezembro/08. A posse da nova diretoria e conselho fiscal ocorreu em 09 de janeiro de 2009 (Figura 6).

Fig. 6 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 2009/2011
Fig. 6 – Posse da Diretoria do SINDIB/PR – Gestão 2009/2011
Recomendar esta página via e-mail: